Prolinx

Você já ouviu falar de ataques DDoS? Este é um tipo de ameaça virtual que passou a fazer parte do cotidiano das empresas e ninguém pode se dar ao luxo de ficar sem a devida proteção.

Os sinais devem ser observados atentamente como sites e aplicativos que ficam offline sem motivo aparente ou o fluxo massivo e repentino de tráfego considerado suspeito e problemas na rede interna.

Quer saber mais sobre ataque DDoS e como evitá-lo? Siga em frente com a leitura do post!

O que é um ataque DDoS?

DDoS é a sigla em inglês para Distributed Denial-of-service, que, em português, significa Ataque Distribuído de Negação de Serviço. São ataques que têm como objetivo esgotar os recursos utilizados por uma rede, aplicativo ou serviço, tornando-o inacessível para os usuários.

Na maioria dos casos, o hacker encaminha uma grande quantidade de tráfego para um servidor ou rede e, assim, sobrecarrega o sistema ou sua infraestrutura, prejudicando o seu funcionamento.

Em geral, estes ataques podem durar vários dias e impedem o site ou servidor de atender ao tráfego legítimo.

Uso de botnet para ataques DDoS

Os ataques DDoS são feitos por grupos que reúnem computadores ou aparelhos conectados à internet e que executam um ou mais bots (robôs). Essa estrutura também é conhecida como botnet.

Por ação de hackers, estes computadores, são controlados remotamente por um malware que indica qual site, rede ou servidor deve ser atacado.

Funciona como uma “rede de zumbis” capazes de reunir centenas ou milhares de outros computadores para concretizar um ataque em larga escala. Nestes casos, cada bot (ou zumbi, em nossa analogia) é um dispositivo legítimo da internet, o que dificulta a separação entre o tráfego normal e o que tráfego que está realizando o ataque.

Tipos de ataques DDoS

A cada dia, os ataques DDoS ficam mais sofisticados e os malwares conseguem reunir um número maior de bots para as ações de forma a atacar várias frentes simultaneamente como o site, o e-commerce e a rede corporativa do alvo escolhido.

Os bots buscam as vulnerabilidades que funcionam como portas de entrada para atacar. Com base nisso, destacamos que as principais categorias de ataque são:

  • Ataques de camada de aplicação: este é o tipo mais simples de DDoS. Os bots são reunidos para acessar o site ou o servidor da empresa de forma normal. No entanto, o volume de solicitações legítimas aumentam muito e tornam-se constantes até ocorrer o colapso do servidor;
  • Ataques de protocolo: nesta modalidade, os servidores processam dados encaminhados por bots que sobrecarregam o sistema até que ele seja sufocado e não consiga mais responder ao seu objetivo principal;
  • Ataques volumétricos: já nesta forma de ataque, os botnets, através de solicitações de todos os tipos, ocupam toda a largura da banda disponível de um servidor.

Assim, promove a sua sobrecarga ao processar a recepção, montagem, envio e recepção de várias informações que podem ser repetidas continuamente ou até mesmo encaminhadas pelo próprio servidor sob ataque.

Ataques DDoS em home office

O crescimento do número de pessoas em home office fez com as empresas buscassem alternativas mais seguras para proteger dados, servidores e redes. Uma delas é a utilização das redes VPN.

Os hackers estão em busca de falhas nas redes VPN que as empresas utilizam para que os seus funcionários possam trocar informações durante o trabalho em segurança. A existência de uma brecha, porém, pode ser utilizada pelos cibercriminosos para alcançar o objetivo de acesso à rede privada.

A utilização de uma rede VPN segura e monitorada pelo departamento TI da sua empresa, ou por uma equipe terceirizada, pode evitar problemas como este.

Sinais de um ataque DDoS

Os ataques DDoS podem ser direcionados a qualquer tipo de empresa, independentemente do porte. Alguns sinais podem ser identificados no dia a dia e devem ser comunicados ao setor de TI para que medidas de prevenção sejam tomadas o mais rápido possível. Dê atenção a:

  • Lentidão da rede;
  • Conectividade irregular na intranet;
  • Queda de desempenho inesperada ou mais demorada que o normal;
  • Aumento incomum da quantidade de acessos ao site da empresa, também ocasionando lentidão.

Como se prevenir de um ataque DDoS

Além de monitoramento contínuo, para combater um ataque DDoS é preciso  planejar, com antecedência, uma estratégia de segurança integrada que proteja servidores e redes.

Essa estratégia envolve tanto o pessoal da TI quanto os funcionários que possuem acesso às redes de trabalho Confira as ações recomendadas:

  • Proteja a sua infraestrutura de rede: mantenha sempre atualizados os recursos de proteção como antivírus corporativo e firewall;
  • Conscientize os funcionários sobre a importância das regras de cibersegurança;
  • Pense na possibilidade de aderir a serviços em nuvem, já que estes contam com especialistas que monitoram a web em busca das últimas táticas de DDoS.

Evite problemas

Infelizmente, os ataques DDoS são muito comuns na atualidade. Empresas são atacadas diariamente e acabam sofrendo prejuízos de todos os tipos, tanto financeiros quanto de imagem. Por isso, vale a pena investir em ações e soluções para se proteger.

Gostou do post? A Prolinx pode ajudar a manter sua empresa segura contra ataques DDoS. Entre em contato com os nossos especialistas!